Filmes de qualidade ligados à magia e ao sobrenatural, que nos façam refletir e sonhar.
Bem-vindo à seção Vídeo Zen. Todo mês, dicas transcendentais de filmes em VHS e DVD pra você se abastecer em sua locadora favorita.

Os Contos de Hoffmann

"O escritor alemão E.T. A Hoffmann sempre provocou admiração e espanto em seus contemporâneos com contos que exploravam o fantástico e o sobrenatural.
No mundo todo, ele é mais conhecido como autor da estória "O Quebra-Nozes", imortalizada por Tchaikóvski em um memorável balé. A vida atribulada, boêmia e misteriosa de Hoffmann serviu também de inspiração para a criação de outra obra-prima.
No início do século XIX, o compositor Jacques Offenbach, famoso por suas operetas - peças musicais rápidas que satirizavam os costumes o os poderosos da época - procurava um enredo atraente para uma grande ópera séria.

Nascia "Os Contos de Hoffmann", uma das óperas mais encenadas e apreciadas até os dias de hoje. O enredo é dramático e cheio de elementos fantásticos, assemelhando-se ao estilo de Edgar Allan Poe.
Eis a estória. Em uma cervejaria, Hoffmann, poeta, músico e filósofo, desabafa suas mágoas com os amigos. Vítima de um espírito maligno, ele não consegue encontrar o amor. Sempre que ele está próximo, seu inimigo provoca um encantamento que afasta a amada. Cada ato da ópera se refere a um amor perdido.
No Ato I, Hoffmann se encanta com Olympia, uma linda e virtuosa mulher, sem desconfiar que ela não é de carne e osso.
No Ato II, se apaixona por uma cortesã em Veneza, mas seu implacável inimigo, Dr. Coppellius, instiga a mulher a aprisionar a alma de Hoffmann em um espelho.
No Ato III, finalmente o poeta parece ter encontrado uma mulher normal, mas ela sofre de uma maldição.
Sua mãe morreu cantando e ela está destinada a ter o mesmo fim se fizer o mesmo. Adivinhem quem a incentiva a cantar? Isso mesmo, o Dr. Coppellius, que se transforma na visão da mãe e sugestiona a moça. Nicklauss, amigo e conselheiro, está sempre presente em cada situação aconselhando o poeta.
Mais tarde, descobriremos que Nicklauss não é quem parece ser. Numa atmosfera surreal, com seres e situações sobrenaturais, esta versão de "Os Contos de Hoffman" ainda se beneficia da voz e do carisma de Plácido Domingo no papel do atormentado Hoffmann.
A música é magnífica, os cenários suntuosos. Os personagens falam e cantam em francês, mas esta versão lançada no Brasil contém legendas em português. Bom divertimento."
Em VHS. 1981.
150 minutos.