Jesus Cristo

“E dará à luz um filho e chamarás o seu nome Yeshuah ”; porque ele salvará o seu povo dos seus pecados” (Mat. 1.21). Este nome é formado com a raiz “ Yeh ” e uma forma do verbo salvar “ Shuah ”. Por conseguinte, Jesus é Yahweh encarnado para salvar o seu povo.

Filho do Criador que encarnou entre os homens para fundar e divulgar o Cristianismo. Mito de Peixes, porque com Ele se iniciou a Era de Peixes, redentor da humanidade, responsável pelo planeta Terra, Jesus nasceu em Belém, viveu em Nazaré e como Messias revolucionou o mundo com idéias próprias fundamentando a Verdade Primeva.


A partir de seu nascimento de uma Virgem, anunciado por um anjo, sua vida foi sempre diferente: muitos ensinamentos e carismática atraindo seguidores que mais tarde divulgaram sua mensagem. Tão marcante foi sua meteórica passagem pela Terra, que o calendário mundial se baseia em sua vida para determinar épocas: A.C. e D. C. ( antes e depois de Cristo). Para cumprir sua missão de mártir, passou um período de vida oculto, ressurgindo as trinta anos, correspondente à volta de Saturno, quando o mapa natal se repete para verificar se a pessoa está apta a cumprir sua missão. Começando com o Batismo, congregou pessoas comuns como seus companheiros e seguidores, os 12 Apóstolos, cada um representativo da humanidade, mostrando personalidades diferentes e pertencendo a um signo do Zodíaco. Por 3 anos, com parábolas e milagres, ensinou a verdadeira filosofia de vida: amor altruísta, universalidade, espiritualidade.Com a energia do segundo raio, o do amor, desapegado dos bens materiais, mas exemplificando com seu trabalho de marceneiro, como o seu pai adotivo José, que o trabalho dignifica o homem. Com a sábia compreensão dos sentimentos humanos, Jesus impregnou na humanidade os conceitos de dever, justiça, amor ao próximo e principalmente amor ao Pai, a certeza da imortalidade da alma e a grande lição da humildade.

Ele, Filho do Criador, se submeteu à lei dos homens, para redimir a humanidade. Crucificado aos 33 anos, como símbolo da ignorância das criaturas que não reconheceram a perfeição por serem tão inseguros de seus poderes, que precisaram matar para continuar reinando. Demonstrou a todos o milagre da imortalidade ressuscitando ao 3º dia e se materializando, confirmando Seu maior ensinamento: a morte é temporal, mas a vida é eterna.

Menino Jesus- Roberto Carlos

Composição: Roberto Carlos/ Erasmo Carlos

Oh! Meu Menino Jesus
Na noite desse Natal
São as estrelas que brilham no céu
Do seu amor um sinal
Que em toda casa a alegria
Seja pra todos igual
Brisa de flor perfumando o jardim
Chuva de amor no quintal
E nessa noite feliz
Noite de paz e de amor
Todos veremos no céu
A estrela do Salvador
Te peço,Menino Jesus
Ponha na mesa de alguém
O que esse alguém sempre quis e não tem
Felicidade também